Onde passear
E a Lagoa aqui tão perto
Sara Vieira

Estamos na Lagoa de Pataias, um verdadeiro "hotspot" de biodiversidade no pinhal litoral, que, arriscamos dizer, poucos deverão efetivamente conhecer.

20 Agosto, 2018

E a Lagoa aqui tão perto

É difícil acreditar que estamos a menos de 10 minutos da praia. Rodeados de pinhal, o silêncio é interrompido apenas por uma criança que pede ajuda ao pai para subir para o passadiço com a bicicleta. Mais à frente ouvem-se os patos, a maioria patos-reais. Estamos na Lagoa de Pataias, um verdadeiro "hotspot" de biodiversidade no pinhal litoral, que, arriscamos dizer, poucos deverão efetivamente conhecer.

Primeiro que tudo: esta é a principal zona húmida do concelho de Alcobaça e, por isso, constitui um ecossistema muito produtivo e rico em biodiversidade. Uma das particulares da lagoa, que possui cerca de 2 hectares, é a "pintura" ao centro de grandes manchas de nenúfares ornamentados, tanto na primavera, como no verão.

E como um bocadinho de história nunca fez mal a ninguém, saiba que os primeiros registos históricos da Lagoa de Pataias remontam ao século XVII quando já ali se pescava e já se encontravam muitas espécies de patos. Segundo as memórias paroquiais, escritas no século XVIII, a lagoa “terá por certo um quarto de légua bastante funda em parte e abundante em ruivacos e cabozes, está situada entre um grande areal, que corre de norte a sul”. Segundo o historiador Tiago Filipe, “a lagoa era utilizada para lavar a roupa, para pescar, como praia fluvial, para passeios de barco e, nas suas margens, era frequente a população reunir-se para convívios” durante grande parte do século XX.

Se gosta de observar e/ou fotografar aves, também está com sorte (não se esqueça de ir devidamente equipado), porque a Lagoa das Pataias é frequentada por muitas espécies. O local é especialmente importante para as aves aquáticas, que ali encontram repouso, abrigo e alimentação, quer as residentes (que passam todo o ano na lagoa), quer as migradoras que atravessam Portugal Continental (que a elegeram para repousar entre as grandes viagens que efetuam). Mas nem só de patos-reais, galeirões, galinhas d'água, mergulhões-pequenos, garças-reais e garças-brancas vive este lugar, encontrando-se também muitas variedades de peixes sob as suas águas, como percas, arruivacos, achegãs ou carpas.

Se a ideia é passear e desfrutar de algumas horas em contacto com a natureza, o passadiço em madeira, construído em 2008, permite percorrer grande parte da margem Oeste da lagoa. Durante o percurso, há vários e belos spots para tirar umas boas "chapas" para o Instagram. Para o relax total, e se trouxer o cesto de casa, pode usufruir do parque de merendas junto à água, bem equipado para a realização de piqueniques e convívio. Há ainda um parque infantil, que faz as delícias dos mais pequenos. Finalmente, também poderá entreter-se tentando pescar uma das enormes carpas ou achigãs que por ali vão preguiçosamente engordando. Integrada em Reserva Ecológica Nacional e inserida num vasto pinhal que proporciona boas sombras, esta Lagoa é, sem dúvida, um lugar a não perder quando passar para os lados de Pataias, que rima com praias, mas também tem uma lagoa... e aqui tão perto.

Lagoa das Pataias
Pataias

Veja também

21 Setembro, 2018
Tudo começa com a receção peculiar, instalada na antiga adega do Mosteiro, no espaço do projeto Coz’Art. Bilheteiras? Isso é coisa de meninos. Não é preciso bilhete para entrar, mas são precisas...
20 Agosto, 2018
A unidade de quatro estrelas aproveitou o histórico das Termas da Piedade, na Fervença, modernizou-se e tem conseguido captar novos públicos. Com capacidade para 62 quartos, 39 de categoria...
20 Agosto, 2018
A Granja de Cister, um projeto desenvolvido pela Cooperativa Agrícola de Alcobaça, reúne o que de melhor esta terra tem para dar. Situada nas instalações da Cooperativa, a loja, inaugurada em 2014...