O2
Plogging faz bem à saúde e a natureza agradece
Sara Vieira

Um saco de plástico, roupas e ténis confortáveis é tudo o que precisa para fazer plogging.

20 Agosto, 2018

Plogging faz bem à saúde e a natureza agradece

Criada a partir da combinação das palavras em inglês jogging (corrida) e plocka upp (apanhar), em sueco, a modalidade é a nova tendência de fitness, que mistura atividade física com recolha de lixo durante o trajeto. 

Além de correr, os adeptos ao plogging realizam outros movimentos, nomeadamente a flexão das pernas ao recolher o lixo que foi atirado para o chão. Ou seja, a cada material recolhido, é somado um agachamento. Segundo a aplicação sueca de saúde Lifesum, um utilizador comum gasta em 30 minutos uma média de 288 calorias a praticar este exercício. 

A ideia sustentável de reaproveitar o lixo apanhado durante a prática desportiva é uma iniciativa da Lifesum com a organização sem fins lucrativos Keep America Beautiful, que fornece informações sobre os postos de reciclagem mais próximos.

Embora a atividade tenha nascido na Suécia, a moda espalhou-se pela Europa, principalmente através das redes sociais. Ao utilizar a hashtag #plogging é possível encontrar mais de 6 mil fotos alusivas a esta prática.

Em Aveiro, o movimento Não Lixes, que nasceu para convencer os estudantes de Coimbra a não atirarem carrinhos de compras ao Mondego, organizou, no passado mês, uma corrida junto à ria para recolher lixo das margens enquanto correm. Mas os resíduos eram tantos que trocaram a corrida por uma caminhada.

Na Benedita o plogging parece também já ter entrado na agenda. O grupo Enduro Trail CRP Ribafria já promoveu duas ações na vila do concelho de Alcobaça e os praticantes são cada vez mais. A ver vamos, se a moda pega no resto da região.

Veja também

08 Setembro, 2018
O regresso às aulas soa quase sempre a livros e a cadernos? Sim, mas não só. Cada vez mais surgem sites e aplicações prontos para se tornarem aliados perfeitos para a escola, enquanto dão “uma...
07 Setembro, 2018
Diz quem já é profissional nestas andanças que "não se explica, vive-se". Mas para viver esta festividade como os nativos o melhor é ler primeiro o manual de sobrevivência que a Bússola preparou...
28 Agosto, 2018
O canal História está presente, por estes dias, na 2.ª edição da Feira Internacional de Cutelaria Artesanal, em Caldas da Rainha, onde irá promover a nova série “Forjado no fogo: faca ou morte". A...