Marionetas na Cidade celebram 20 anos com companhias internacionais

A 20.ª edição do Marionetas na Cidade vai levar a Alcobaça, entre os dias 9 e 15 de outubro, companhias de França, Itália, Argentina, Espanha e Hungria.

Na sua versão mais internacional, o festival, organizado pela S.A. Marionetas, vai contar com 21 espetáculos de 12 companhias de teatro de marionetas. Destaque para a companhia Red Cloud, que levará ao Cine-teatro no dia 13 o espetáculo "Arabesco", numa das únicas iniciativas pagas (cinco euros) e para o "Mikropodium", que vai trazer da Hungria o espetáculo "Stop". O festival contará ainda, e pela primeira vez, "uma parada de mascotes do NTHEIAS, que reunirá as mascotes de vários grandes eventos realizados ao longo destes 20 anos", adiantou José Gil, diretor artístico da S.A. Marionetas, durante a conferência de imprensa que decorreu esta segunda-feira. 

Os mais pequenos poderão assistir ao espetáculo "Los siete cabritillos", da companhia espanhola Los Claveles, "Pedro dell castillo", da Tuti da Argentina, "O Rei vai nu" da Fio d'Azeite, "Dá-me um abraço" da ACTA/VATe, e "Entremez" da Valdevinos.

A companhia Marionetas da Feira vai promover ainda uma oficina de construção de marionetas para toda a família, a apresentação do documentário "A vida por um fio", do cineasta José Ricardo Pinto, e ainda a exibição do making of do espetáculo "Lúmen, uma história de amor". Haverá também uma exposição fotográfica comemorativa dos 20 anos da companhia sediada em Alcobaça, com fotografias do alcobacense João Costa, patente no Museu do Vinho ao longo de todo o festival.

O festival "Marionetas na Cidade" tem um orçamento de cerca de 30 mil euros, apoiado pela Câmara de Alcobaça, União das Freguesias de Alcobaça e Vestiaria e Associação Comercial de Serviços e Industrial de Alcobaça, vendo uma vez mais recusado o apoio da Direção-Geral das Artes.