Morreu supercentenária da Misericórdia de Alfeizerão

Benvinda Matias, considerada a mulher mais velha de Portugal, morreu este sábado, com 111 anos, no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Alfeizerão.

A supercentenária nasceu a 15 de fevereiro em 1906 em Monte Frio, no concelho de Arganil (Coimbra), residindo no lar de Alfeizerão desde os seus 100 anos. Era uma das últimas portuguesas a ter nascido ainda durante a monarquia, tendo nascido enquanto governava o rei D. Carlos.

Benvinda Matias, que teve apenas um filho, já falecido, deixa dois netos, quatro bisnetos e uma nora.

Era provavelmente a mulher mais velha do País, não havendo dados oficiais que permitam chegar a essa conclusão, dado que o Instituto Nacional de Estatística apenas contabiliza o número de pessoas que ultrapassaram os 100 anos. Por outro lado, nunca chegou a ser verificada pelo Gerontology Research Group, que identifica pessoas que tenham atingido a idade de 110 anos, os chamados supercentenários.